To Mini Therion, Aleister Crowley

Aleister Crowley em Nada é de Graça

por Herman Faulstich em Filosofia, Quadrinhos

Aleister Crowley em Nada é de Graça
Cultura

Aleister Crowley em Nada é de Graça

por Herman Faulstich

 

To Mini Therion, Aleister Crowley

Aleister Crowley em Nada é de Graça por Herman Faulstich, parte 1
Aleister Crowley em Nada é de Graça por Herman Faulstich, parte 2
Aleister Crowley em Nada é de Graça por Herman Faulstich, parte 3

© 2016 e.v. - Hermann







Aleister Crowley em Nada é de Graça

Revisão: Hermann
Edição: Jonatas Lacerda
Versão: 1.0 – 24/10/2012 e.v.

Transcrição, Aleister Crowley em Nada é de Graça


Crowley: Ó Hermes, divindade grega das finanças, ó lépido Mercúrio dos Romanos, invoco-te agora para que me concedas riqueza material!

Hermes:  Em nome de quem devo creditar?

Crowley: Ó grande deus, eu sou To Mega Therion, A Grande Besta 666, O Logos Aionos, Aquele que Habita a Cidade das Pirâmid…

Hermes: Isso é nome fantasia, razão social, alcunha mística ou nome de batismo?

Crowley: Hã… alcunha mística.

Hermes: Sinto muito mas alcunhas místicas não pertencem a pessoa física ou jurídica, preciso classificar a conta contábil em cima de uma dessas duas entidades jurídicas.

Crowley: Bem… Eduard Alexander Crowley.

Hermes:  Certo. O senhor deseja a referida dádiva em:

A - Espécie - moeda corrente inglesa;

B - Títulos da Dívida Pública/da Coroa;

C - Imóveis,

D - Semoventes?

Crowley: Em espécie seria melhor

Hermes:  Quanto exatamente?

Crowley:  Bem… não sei, estou sem trabalhar há um certo tempo e preciso pagar umas dívidas me garantir para o futuro, sabe como é.

Hermes:  Certo, preciso então do balanço patrimonial da sua pessoa física para creditar o valor exato.

Crowey:  Bem…. eu nunca fiz um balanço patrimo…

Hermes: Senhor Crowley, Eduard Alexander, a sua pessoa está dificultando o processo . A julgar pelo pombo sacrificado na minha invocação o seu ativo será preenchido com o valor de mercado do semovente utilizado no presente ritual o qual representa o vosso esforço aplicado no trabalho em questão.

Crowey: Mas é pouco Sr. Hermes, Mercúrio, Thoth, Hanuman, Loki e Exu.

Hermes: Bem, o retorno é proporcional ao bem investido e a cabeça de pombo não é uma aplicação ou ativo rentável atualmente.

Crowey:  Mas para todo dinheiro que eu quero,  teria que montar uma empresa  criadora de pombos,  destacar-me no mercado, garantir um sucesso comercial significativo e abatê-los em massa demandando enorme esforço e recursos!  Sendo assim eu nem precisaria invocá-lo!!!!

Hermes: Está começando a aprender o que é Magia, senhor.

"Qualquer mudança que se queira, pode ser obtida com aplicação da Força do tipo e graus próprios, de maneira apropriada, através do meio adequado ao objeto desejado." - Magick (1930)

avatar

Herman Faulstich

Desenhista paulistano, formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e que ainda desenha com as mãos.

show
 
close
rss Follow on Twitter facebook youtube email